Dia Internacional da Mulher: da luta pelo trabalho digno ao empoderamento da mulher do século 21!

O Dia Internacional da Mulher é comemorado pelo mundo todo e representa uma das poucas datas sazonais que tem como fundamento uma verdadeira luta por direitos e igualdade para as mulheres

A data já foi celebrada em diferentes dias, mas sempre, o protagonismo deve ser único: um dia às mulheres! Hoje, 8 de Março é o dia de homenagear uma história que tem origens profundas e raízes que devem ser motivo de orgulho e verdadeira celebração. 

Do passado ao contemporâneo: ser mulher é tarefa difícil, serviço dobrado, demandas impossíveis e aquelas “coisitas” – desagradáveis – a mais que toda mulher enfrenta no dia a dia. 

Somos a Clínica Acor, uma clínica médica que tem como missão a medicina humanizada e pontual. Por isso, vamos te contar um pouquinho mais sobre a importância do Dia Internacional da Mulher e ainda alguns cuidados que as “multimulheres” de hoje podem tomar para garantir a saúde no meio de tanta luta. 

Por que 8 de Março é o Dia Internacional da Mulher?

Dia 8 de Março é comemorado o dia Internacional da Mulher, em homenagem às diversas conquistas das mulheres ao longo dos séculos e, claro, em celebração à mulher contemporânea. 

A ideia de celebrar e homenagear as lutas das mulheres só aconteceu lá pelo ano de 1910, quando Clara Zetkin colocou em pauta, pela primeira vez, a necessidade de condições mais humanitárias de trabalho para as mulheres. 

No entanto, foi apenas em 1917 que o Dia Internacional da Mulher realmente passou a ser celebrado com maior adesão por países que viviam o efervescer da Primeira Guerra Mundial.

Isso porque um grupo de soviéticas russas realizou uma manifestação em Petrogrado, o que seria hoje São Petersburgo, em que reivindicavam por melhores condições de vida e a saída da Rússia da Primeira Guerra Mundial. 

Já no Ocidente, a data só começou a tomar verdadeiro formato de celebração em 1975, quando a Organização das Nações Unidas reconheceu a data formalmente.

Além do Dia Internacional da Mulher, o que é o Dia Nacional da Mulher?

Além do Dia Internacional da Mulher, você sabia que diversos países também contam com uma celebração, digamos “mais íntima”, que reconhece e homenageia as lutas das mulheres por igualdade e direitos em território nacional? 

Aqui, no Brasil, o Dia Nacional da Mulher é celebrado anualmente em 30 de abril, embora muita gente não saiba da data.

O que também não sabem é que essa data foi definida por lei. A Lei nº 9.791 de 9 de junho de 1980, que institui o Dia Nacional da Mulher em homenagem a enfermeira brasileira que liderou o movimento feminista no Brasil, Jerônima Mesquista, e que também foi colaboradora na criação do Conselho Nacional das Mulheres. 

Além disso, Jerônima Mesquita também foi fundadora do Movimento Bandeirante, em que a causa era para a inclusão das mulheres em diversas áreas da sociedade. 

Falando em diversas áreas, trabalho é luta! E foi dessa forma que as mulheres deram início à Primeira Greve Geral de 1917, devido a forte repressão que o movimento de mulheres da Mooca, as operárias do Cotonifício Rodolfo Crespi, vivenciaram enquanto lutavam por formas mais dignas e igualitárias de trabalho.

Dia Internacional da Mulher: mas quem são as mulheres que celebramos hoje?

Foi graças a todas essas lutas que o protagonismo da mulher é evidência e, ainda bem, que hoje, podemos existir nos mais diversos espaços, demonstrando toda nossa potência e capacidade para exercer qualquer tipo de serviço. 

Sim, sim, a mulher do século 21 lava, passa, cozinha, mas, além dela fazer tudo isso por ela, ela também estuda, vira mestre, doutora, atriz, cantora e, claro, dona de casa. Porque a mulher pode ser o que quiser. 

Mas uma coisa é clara: ainda há muito o que lutar para conquistar. A jornada dupla, os abusos diários, a necessidade de provas de que se é capaz e o cansaço são questões que ainda assombram o dia a dia das mulheres no Brasil e no mundo. 

É por isso que ser mulher de força é ser também a mulher que se preocupa com a saúde, com o bem estar e também cuidados para prevenir infortúnios que possam travar a sua rotina. 

Porque uma coisa é certa: a mulher do século 21 é “imparável”, e ela não quer que eventos adversos possam prejudicar o seu dia a dia. E a única forma de manter uma vida equilibrada para aguentar os baques da vida é com cuidado e prevenção, através de consultas médicas que garantem a boa saúde da mulher.

Dia Internacional da Mulher: como garantir a saúde da mulher?

Além da homenagem do Dia Internacional da Mulher, para garantir a sua saúde, clínicas e hospitais devem ter equipes preparadas e responsáveis por um atendimento humanizado, pontual para as mulheres que correm contra o tempo, valores de consultas que cabem no bolso e, claro, uma ótima infraestrutura para realizar procedimentos com qualidade e segurança. 

Outro ponto de destaque é que um espaço com um grande histórico de qualidade e segurança deve também contar com uma gama de profissionais especializados para o atendimento de mulheres das mais diversas áreas, como, por exemplo:

  • Clínicos gerais;
  • Cardiologistas;
  • Cirurgiões;
  • Dermatologistas;
  • Ginecologistas;
  • Muito mais…

Dia Internacional da Mulher: O que são consultas preventivas para as mulheres?

As consultas preventivas também são necessárias para garantir a qualidade de vida das mulheres, por isso a sua importância. O exame preventivo mais conhecido pelas mulheres é o Papanicolau, em que, após a primeira relação sexual, mulheres devem, anualmente, realizar o exame, que pode prevenir o aparecimento de câncer de colo, por exemplo. 

Além do papanicolau, outro exame preventivo para as mulheres é a ultrassom transvaginal, que permite encontrar miomas, cistos e tumores que podem vir a se tornar problemas mais sérios, além da endometriose. 

Talvez mais conhecido e também o que causa maior “aflição” entre as mulheres é a mamografia digital, que deve ocorrer por volta dos 35 anos das mulheres. Em alguns casos, devido a episódios de câncer na família, a mamografia pode ser adiantada em alguns aninhos. 

Alguns outros exames preventivos para as mulheres são:

  • Exames de sangue de rotina;
  • Exames de urina;
  • Dosagens hormonais;
  • Ultrassom da tireoide;
  • Densitometria óssea.

Onde encontrar clínica especializada na saúde da mulher em São Paulo?

A Clínica Acor presta homenagens às mulheres todos os dias e hoje, em especial, no Dia Internacional da Mulher. E é pensando no bem estar e saúde da mulher que a clínica conta com todas as especialidades necessárias para as mulheres. Trabalhando com seriedade e vontade de se destacar no segmento médico. 

Se você deseja conhecer uma clínica responsável e especializada na saúde da mulher em São Paulo, venha nos conhecer, atendemos, além de particular, diversos planos e convênios médicos. 

Mais Artigos de saúde

Últimos Artigos

Quando procurar um Clínico Geral?

Quando procurar um Clínico Geral?

Quando procurar um Clínico Geral? Como a busca pelo profissional traz benefícios e previne problemas graves? O Clínico Geral costuma ser o primeiro profissional a acompanhar de perto um paciente. Trata-se de médico com domínio sobre o corpo humano como um todo,...

ler mais
Conheça o exame Holter

Conheça o exame Holter

Um pouco sobre o exame com Holter 24 horas. Manter a saúde em dia e realizar o acompanhamento periódico através de consultas regulares no médico cardiologista e exames de check-up permite o diagnóstico precoce de doenças e a identificação de fatores de risco. Por isso...

ler mais
O exame MAPA pode prevenir AVC e infarto

O exame MAPA pode prevenir AVC e infarto

MAPA - Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial Você que acompanha a Clínica Acor já deve saber que a hipertensão é uma doença silenciosa e a maioria das pessoas passa anos com níveis elevados de pressão sem saber. Por isso, hoje vamos falar de um exame muito...

ler mais